Não o/a seguimos. Nada, zero, nicles.

Muitos websites que visita querem recolher tantos dados sobre si quanto possível. Porquê? Para ajudar ao seu negócio. Muitos navegadores têm a mesma ideia. Surpreendido/a?

As aplicações frequentemente monitorizam os seus utilizadores, criam perfis e vendem a informação a anunciantes para fazer dinheiro. Esse é o custo de utilizar os seus serviços “de graça”.

Mas não o Vivaldi. A sério, não temos qualquer interesse nos seus dados.

Os websites que visita, o que escreve no seu navegador, as suas transferências – não temos interesse e não temos acesso a essa informação. Ou está guardada localmente no seu equipamento ou encriptada.

Não temos dados para vender.

Não vamos mentir. Claro que seria interessante termos informação sobre como usa o Vivaldi (como quais são as suas funcionalidades favoritas). Mas em vez de registarmos isto de forma sinistra, achamos que é melhor perguntar-lhe diretamente. É de loucos, bem sabemos.

Como contamos sem rastrear

Como qualquer outra companhia, precisamos de saber quantos utilizadores temos por aí (sim, precisamos disso para ter negócio).

Durante algum tempo confiámos num contador de utilizadores únicos guardado no seu computador. Dizia-nos simplesmente “Este é o mesmo utilizador que já contei antes”.

Mas estamos a descontinuar isso. Mesmo isso é demasiada informação para nós. Não queremos nada “único” que venha do seu equipamento.

Agora estamos a trabalhar numa nova implementação. Requer uma boa dose de desenvolvimento mas havemos de chegar lá.

Estamos a escrever a parte do navegador desse código em C++ para o podermos publicar com o nosso código fonte e para que você possa confirmar que ele faz o que nós dizemos.

Truncamos os IPs que recebemos do pedido de contagem. Isto dá-nos uma ideia de onde está no mundo – o que nos ajuda a decidir em que países e idiomas nos focarmos para melhorar a sua experiência. Mas não conseguiríamos identificar um único utilizador mesmo que quiséssemos.

Também sabemos que versão do Vivaldi está a executar, o tipo de processador, sistema operativo e resolução de ecrã. Não é muito, para sermos honestos.

Usamos alguma terceiras partespara algumas coisas que faz no seu navegador. Lembre-se disso. E tenha sempre cuidado ao instalar extensões para o seu navegador.

Porque adicionámos um bloqueador de rastreamentos integrado.

76 por cento dos websites tem rastreadores escondidos da Google.”

Deve ter notado que fazemos campanha forte contra qualquer recolha de dados e rastreios desnecessários. Mas, bolas, isso não parou os rastreadores. O seu número disparou. Há milhares de milhões de rastreadores por aí.

Portanto, integrámos um bloqueio de rastreadores diretamente no navegador. Protege-o/a dos omnipresentes rastreadores da internet que o/a seguem por toda a internet recolhendo os seus dados pessoais.

Por mais que queiramos que o nos bloqueador de rastreadores seja perfeito e bloqueie todos os rastreadores que o/a espiam a si, haverá sempre websites que o contornam. Se descobrir um, pode denunciá-lo à DuckDuckGo ou à EasyPrivacy por nós? Usamos as listas deles e contamos com eles para atualizarem essas listas.

Por isso, sim, estamos a construir o Vivaldi sem nenhum rastreio que infrinja a privacidade.

Quantas aplicações o podem afirmar?

Leia mais:

Como contamos os nossos utilizadores
Descodificando a atividade de rede no Vivaldi
Política de privacidade do navegador Vivaldi
1 milhão de formas de o tornar seu

Vivaldi icon

Obrigado por transferir o Vivaldi!

A sua transferência deve começar automaticamente.
Problemas a transferir? Tente novamente.

Quer experimentar o Vivaldi para Android?

Obtenha-a no Google Play
Vivaldi icon

Obrigado por transferir o Vivaldi!

As atualizações de uma instalação via .apk não são automáticas. Para garantir que está ao corrente das correções e atualizações de segurança mais recentes, recomendamos vivamente que subscreva a nossa Newsletter ou feed RSS.